segunda-feira, 7 de junho de 2010

CONSORTE!


E ainda há quem diga que a gente encontra um consorte. Certamente o sem sorte que acha que encontrou a consorte, ou o consorte, é mesmo um atabalhoado.
Todos sabem o que é consorte não é? Consorte é aquele (a) que escolhemos para partilhar a nossa vida, a nossa intimidade, e que, algumas vezes, não com muita sorte, vivemos até a morte, obcecados pela idéia cristã de que o que Deus uniu o homem não separa e que, quando casamos, o fazemos para a vida toda, obedientes que somos ao "até que a morte os separe"
Tem gente que encontra consorte até pela internet, estes ainda são piores! Dizem até que encontram a alma gêmea, como se gêmeo significasse alguma coisa boa em relação à consorte.
Pensem em um consorte –"alma gêmea". Se gêmeo significa igual, vejam que porcaria é ter um (a) consorte, que além de tudo é a alma gêmea. Que graça se tem em ter uma cópia de virtudes, defeitos, desejos, raivas, etc...
Um consórcio em que os consortes são iguais não tem futuro, não sobrevive, porque não se vive quando só se concorda, pois se concordamos sempre, estamos nos anulando tanto, que já não nos identificamos, a não ser com o outro a que chamamos de consorte, e de quem sabemos os defeitos e virtudes porque são iguais aos nossos e, por isso mesmo, é que não discordamos, porque não queremos admitir as nossas próprias falhas Não evoluímos porque concordamos com tudo o que existe, o que está, portanto, nada caminha, tudo fica igual e parado como se já estivesse tudo perfeito.
Consortes, necessariamente, não têm de ser almas gêmeas, esta bobagem que os bruxos incutem na cabeça dos crédulos. Esses consortes, que não são almas gêmeas, é que são bons consortes porque neles não nos reconhecemos, e se não nos reconhecemos, reconhecemos neles os defeitos que são deles e os quais não queremos e não gostamos. Aí vem a merda, porque queremos mudar o consorte para que ele se adapte a nosotros. Quando tentamos isto, aí descobrimos que não temos sorte com o consorte, porque ele (a) não vai mudar, e aí nos consideramos infelizes, porque o nosso consorte tem inúmeros defeitos.
Consorte! Palavrinha mais cretina para identificar o nosso (a) parceiro, companheiro, cúmplice, se tivemos a sorte de encontrar alguém que nos faça mesmo feliz, ótimo: caso contrário, vamos passar pela vida a nos queixar da má sorte de ter tido, um dia, ou ainda termos, um "consorte".
Se você ainda não tem um "consorte" tenha uma "Boa Sorte" na escolha!









http://esmeraldamartinez2010.blogspot.com/