terça-feira, 26 de outubro de 2021

                     BOLSAS




                                                     

   

O desrespeito ao povo brasileiro

 Estou atônita, parece que estou vivendo em outro país que não o Brasil. Penso que não frequentei a faculdade de direito, que não fiz concurso para Juiz, que não exerci a advocacia, tampouco a judicatura. Por que digo isto? Porque venho acompanhando todos os acontecimentos do Brasil e não me sinto capaz de entender, de colocar os atos praticados, tanto pelos políticos como pelos membros do judiciário, dentro do ordenamento jurídico brasileiro. 

Primeiramente, fico estarrecida como o que vem fazendo o judiciário, através da alta corte do pais, em seguida, piora a minha estupefação, quando observo a palhaçada promovida pelo Legislativo.

Evidentemente que não concordo com muitas coisas que foram feitas, atos isolados de parlamentares, chefes de partidos políticos, mas o fato de não concordar, não significa que sou a favor das medidas tomadas, que comprometem a nossa imagem internacional, que atentam contra as nossas leis, que rasgam a nossa constituição.

Estamos vendo o país sendo transformado em uma ditadura do judiciário, que ao seu bel prazer, a troco de um ativismo que eles, infelizmente, nunca souberam usar, se metem em tudo, seja no legislativo, seja no executivo, seja na vida de cada um de nós. Cada ato ali praticado repercute em nossas vidas, e penso que eles não são idiotas que não estejam vendo o resultado dos atos equivocados, quando não inconstitucionais e ilegais, na vida de todas as pessoas.

O Executivo, não sei como, sobrevivendo a tantas restrições, executando tantos e tantos atos, que são bons para o pais, sendo obstaculizado pelos dois outros poderes.

Vejam a prisão do Daniel Silveira: onde está a legalidade desta prisão? Onde foi que aprendemos nas escolas de direito, que existe um flagrante permanente?  Onde na constituição está autorizada a prisão por crime de opinião? Quer dizer que agora vamos assistir calados todos os desmandos desta corte que tem um louco que se acha o dono do mundo? Um membro da suprema corte que resolve, de acordo com o seu humor no dia, se fazer de vítima de críticas, e, por não gostar delas, ou achar que opiniões pessoais são "fake News",  instaurar um inquérito; prestem atenção:  ele próprio, se diz vítima, abre o inquérito, comanda a investigação, e pasmem! Ele vai participar do julgamento deste mesmo processo, onde, ele (vitima) e, portanto, parte, vai julgar a si mesmo.  Como entender isto? Como os nossos novos estudantes de direito poderão advogar, aliás, como nós advogados, podemos dar qualquer segurança a um nosso cliente, se os juízes se afastam da lei, para, ao seu bel prazer, criar crimes novos, penas novas, afastando-se do princípio da legalidade.

Olhe que eu até entendo e aceito que as leis necessitam ser adaptadas às circunstâncias atuais, ao que estamos vivendo, sem dúvida alguma que aceito interpretações que são dadas observando-se o atual momento da vida, no entanto, adaptar as leis para criar tipos inexistentes, hipóteses de prisões preventivas não previstas e tantos outros descalabros, como as prisões ilegais dos jornalistas, do deputado, de pessoas comuns? O que é isto? Então nós, cada um de nós, pode ser preso se der a sua opinião, sobre o ato de cada um dos ministros do Supremo? Eles fazem a merda e não admitem a crítica! O que é isto?

Imagine que agora temos olheiros dentro de espaços privados (bares e restaurantes) que comunicam o teor de uma conversa de botequim e, em razão disto, você é preso, você tem um inquérito aberto. Que é que é isto?

Então os deuses determinam que os governadores e prefeitos tomem para si todas as ações para debelar a pandemia, retiram qualquer poder do governo federal para esta finalidade, deixando para este somente os gastos, depois acusam o homem de ser genocida, ele que soltou dinheiro para os governadores sem poder ter um controle dos gastos?  O que os ministros do supremo fizeram? Descentralizaram uma ação que adotaria medidas únicas para todo o pais, e nós não teríamos ficado reféns de ditadores incompetentes e oportunistas, que chegaram a aumentar números   de infectados e mortos para tirar dinheiro do governo federal, aliás, o nosso dinheiro que foi gasto com aparelhos que nunca foram entregues, pagamento a funcionários, desvios outro nada republicano.

Corruptos usaram a pandemia para, mais uma vez, se locupletarem, olhem o caso do Consorcio nordeste, no qual o nosso governador (governador de alguns) não votei nele, está implicado até os olhos.  Vide a Comissão parlamentar de inquérito (a séria) do Rio grande do Norte, que contra tudo e todos, vem descobrindo todas as falcatruas praticadas no Nordeste e pela corja dos governadores.

A CPI (a do circo) comandada pelo Omar Aziz, que está, exatamente, envolvido no desvio, salvo engano, de duzentos milhões de reais, exatamente da saúde, no seu estado de origem – Amazonas- é o presidente da CPI, que só teve uma grande finalidade, perseguir o presidente da república e seus familiares e aliados.

A Comissão, que  já começou errada, pois teve determinada a sua abertura pelo Supremo Tribunal Federal, o que poderia ser evitado pelo Presidente do Senado, se fosse mesmo um homem sério; aliás, este cara, tal como o Moro, enganou foi muito, se recusaria a instala-la, sob o simples argumento de que   o Supremo não pode interferir no Legislativo, bastava estas simples palavras, e não se via a derrocada do Senado, pois é isto que vimos durante todo o curso desta palhaçada. Agora estamos entendendo tudo, o Presidente do Senado não atuaria contra si, sabemos os reais motivos de trancar pautas e autorizar a instauração da CPI – Ele quer ser presidente da República, kkkkkkkk olhe, faz-me rir. Vi hoje uma senhora do Estado dele, Minas Gerais, dizendo que agradecia a candidatura dele  à Presidência, porque aí, os mineiros terão a oportunidade de dar a ele o troco que merece, por estar atravancando o país.

Renan Calheiros, um homem que pensa que ainda estamos nos tempos dos velhos coronéis, aliás, nesse exato momento, poderia ser assim, porque, certamente, já nos teríamos livrado de muitos, porque eles resolveriam, como de costume, as questões que lhes fossem desfavoráveis, pensem em um coronel lá das Alagoas, presenciado o que foi feito com as duas médicas que se colocaram a favor do tratamento preventivo. Um miserável de um ladrão abrir a boca e dizer que uma cientista não sabe nada! Apelar para o povo para não acreditar em nada que ela falava. Valha-me Deus! Eu não sei se teria a educação e a elegância daquela mulher, porque certamente, “um vá tomar naquele lugar iria sair”.

Um outro aproveitador, querendo tirar vantagem financeira da dor do alheio, foi lá para dizer que houve negociata no ministério da saúde, que isto foi avisado ao presidente e que ele não fez nada. Como não fez nada rapaz!  Quem prestou um desserviço à nação foi ele, pois  só posso achar que a denúncia foi feita, porque como não conseguiu o que queria, quer era tirar vantagem  na negociação, aliás, esta  armação fez com que os membros da comissão, o tal G8, cantassem vitória antecipada, pois acharam que pegaram o Executivo, mas,  foi um verdadeiro fiasco, mais uma vez não conseguiram comprovar nada de nada, muito pelo contrário, conseguiram mostrar ao país que, ao menos até o presente momento, não houve qualquer corrupção do governo.

Tantas e tantas outras ações da marginalia foram  se desfazendo e eu não queria ser nenhum deles.

Como se isto não bastasse, o homem do Amapá, que conseguiu ser presidente do Senado e atua como Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, resolve que não quer pautar a sabatina do indicado ao Supremo Tribunal Federal, simplesmente assim, “não quero colocar e pronto”, só coloco quando tiver a garantia dos votos para a rejeição. Agora se sabe um dos motivos; a raiva porque um dos seus primos foi preso e está sendo investigado, através de uma operação ordenada há algum tempo atrás pelo então Ministro da Justiça.

A nomeação do Ministro do Supremo, necessária para o próprio andamento da corte, esta sendo boicoitada, porque o Presidente da Comissão não concorda com a indicação, ato privativo do Presidente da República. e nada acontece.? Temos uma Constituição para que? Para ser desobedecida? Para ser vilipendiada. Então um senador (vereador), olhe a quantidade de votos com os quais foi eleito, que se acha poderoso diz que não vai sabatinar, e se sabatinar, o nome vai ser rejeitado! O que é que é isto?  Onde estamos?  As leis estão erradas, alguma coisa tem de ser modificada.

No meio de tudo isto, da soltura de Lula, das anulações dos processos, mais uma ilegalidade cometida em nome de uma “legalidade” é o que eles dizem,o ex presidiário se dá ao luxo de gastar nosso dinheiro com namoradinhas, com seguranças, com viagens, etc., falando do governo, fazendo campanha, embora já tenha a certeza que ele não vai para lugar algum.

Pior que Lula, Dirceu, que foi anistiado e, em consequência, solto por Barroso, falando  em prisões e comunismo  quando voltarem ao  poder. Ainda bem que os baianos já mostraram para ele que o buraco é mais embaixo, pois ele viu a amostra lá no restaurante da Preta.

Olhe, eu estou mesmo preocupada, não sei onde vamos parar, e agora ainda vem o pedido de extradição do jornalista, solicitada pelo senhor poderoso cabeça de ovo, num   inquérito   ilegal, sem que nenhum daqueles que ali indicados possam ter, sequer, defesa. É realmente um grande deboche. Vamos passar um grande vexame!

Onde está a nossa liberdade, como estamos sendo cerceados desta maneira?  Vergonhoso, e pensar que estamos passando tudo isto, porque um poder da Republica resolveu achar que é maior que os demais e do próprio povo.     

Não podemos ficar omissos, cada um de nós tem que demonstrar a sua insatisfação. Vamos lutar pela Justiça, pela liberdade, pela democracia, pela Paz que tudo isto proporciona.,